Gostamos de desafios e a nossa resiliência para tornar o desconhecido conhecido nos posicionou entre as maiores produtoras de gás natural em terra do Brasil. Somos a única empresa privada de geração de energia do país com experiência em E&P (Exploração e Produção) e acesso a gás onshore (em terra).

Possuímos uma área total sob concessão superior a 50 mil km² nas bacias do Parnaíba (MA) e Amazonas (AM).

Atualmente possuímos nove campos declarados comerciais:

Cinco deles em produção:

(Gavião Real, Gavião Vermelho, Gavião Branco, Gavião Caboclo e Gavião Azul)

Quatro em desenvolvimento:

(Gavião Preto, Gavião Branco Norte, Gavião Tesoura e Gavião Carijó).

A companhia possui ainda sete blocos exploratórios adquiridos na 13ª Rodada de Licitações da ANP, em 2015, cinco blocos adquiridos na 14ª Rodada de Licitações da ANP, em 2017, e seis blocos adquiridos no primeiro ciclo da Oferta Permanente da ANP em 2019.

Além da Bacia do Parnaíba (MA), a Eneva opera o campo de Azulão, na Bacia do Amazonas (AM). O gás natural produzido no campo vai abastecer a usina termelétrica Jaguatirica II, em Roraima.

Exploramos e produzimos gás natural de acordo com a demanda das usinas. O gás não-associado onshore é mais competitivo em termos de custo de descoberta, desenvolvimento e produção por metro cúbico, resultando na geração de energia com custos mais atrativos para o sistema elétrico brasileiro.

35%

taxa de sucesso de poços pioneiros

293%

índice de reposição de reservas 2P na Bacia do Parnaíba (dez/19)

35,4 bcm

descobertos e certificados

+140

poços onshore perfurados

Nossos Números

Bacia do Parnaíba

  • Nove campos de gás natural declarados comerciais, sendo cinco em produção e quatro em desenvolvimento.
  • Área exploratória total superior a 40 mil km².
  • Infraestrutura própria e dedicada de abastecimento de combustível, com 203 km de rede própria de gasodutos.
  • 24,1 bcm de reservas remanescentes certificadas.
  • Capacidade de produção de 8,4 milhões de m de gás natural por dia.
  • Mais de 140 poços perfurados.
  • Taxa de sucesso de poços pioneiros de 35%.

Bacia do Amazonas

  • 1 campo de gás natural – Azulão.
  • 3,6 bcm de reservas certificadas.
  • Oferta Permanente oferece oportunidade de ampliação do cluster de Azulão após implantação da primeira usina termelétrica.
  • Plano de Desenvolvimento aprovado pela ANP.